sábado, 2 de abril de 2016

Ana Dalva retorna à Câmara Municipal de Heliópolis

Ana Dalva - agora na Rede - volta para a Câmara de Vereadores
Em documento datado de 31 de março, a vereadora Ana Dalva solicita ao Prefeito Ildefonso Andrade Fonseca demissão em caráter irrevogável da função de Secretária Municipal de Saúde. No documento, a vereadora diz que muito honrada estava por ter servido à administração do prefeito Ildinho e ao povo de Heliópolis na importante pasta que é a Secretaria Municipal de Saúde. Diz também que agradece de prontidão a confiança depositada nela e nos seus subordinados neste mais de ano de uma jornada. “Tentamos fazer o melhor e sempre contamos com todo o seu apoio. Levo comigo a certeza de que Vossa Excelência foi o melhor que o povo de Heliópolis pôde escolher nas últimas eleições para administrar os destinos da nossa cidade. Esperamos que continue vigoroso no seu caminho nos próximos anos. Apesar da minha enorme satisfação, chegou a hora de retomar a minha missão na Câmara Municipal de Heliópolis, pois vereadora estou, e pretendo continuar por mais algum tempo, até que a vontade do povo me dê outro destino.”, registra no documento. Ana Dalva ainda pede que o substituto ou substituta continue o trabalho que o nobre prefeito a permitiu realizar à frente da pasta.
Rede Sustentabilidade
Ana Dalva tem confirmada sua filiação na Rede
Ana Dalva já estará na ativa na sessão desta segunda-feira (04) na Câmara Municipal de Heliópolis. Ela sabe que o clima não é o mesmo e que a Câmara voltou a um tempo pior do que ela jamais imaginava, depois de dois anos de plena democracia. Além disso, Ana Dalva volta, pela primeira vez, em um novo partido: a Rede Sustentabilidade. “Estou entrando na Rede porque acho que é o partido que pensa no Brasil do futuro. Não estou preocupada com coisas imediatas. Política é, acima de tudo, crença no futuro de um povo. Espero honrar o partido e seu programa.” Ana Dalva foi filiada ao PPS – Partido Popular Socialista – desde 1995 e chegou até a fazer parte da executiva estadual da legenda. ”Sou agradecida ao partido e acho que fiz minha parte. Ocorre que é preciso mudar a forma como os partidos são administrados hoje. Nós precisamos evoluir. ”, conclui. Ana Dalva está filiada ao Rede Sustentabilidade desde o dia 21 de março. Sobre as eleições de 2016, deixa claro que quer renovar o mandato, mas que não descartar outras possibilidades. A vereadora afirma que tem compromisso com a reeleição do prefeito Ildinho e vai apresentar os 18 pontos definidos pelo partido como prioritários para serem alcançados nos próximos 4 anos. Faz questão ainda de citá-los um por um.
1 – Mais investimento em saúde pública e saneamento básico, bem como a implantação urgente de uma maternidade no município.
2 – A falta de segurança pública é consequência do baixo nível da educação, das desestrutura familiar, da decadência dos valores sociais e religiosos, da expansão do uso das drogas e do baixo investimento do estado na área. É preciso pensar de forma global a resolução do problema.
3 – Combater o baixo investimento em infraestrutura em diversas áreas
4 – Chamar a atenção da sociedade para a extração de areia no município e uma solução definitiva para o açude de Heliópolis.
5 – Desenvolvimento social só é possível com abundante investimento em educação.
6 – Estudar a fomentação da cultura popular e erudita como pressuposto para o desenvolvimento.
7 – Tratar da educação em tempo integral e do financiamento de projetos que visem a melhoria dos índices baixíssimos de educação.
8 – Desenvolvimento de modalidades esportivas no município, incentivando a criação de entidades administradoras das atividades no desporto.
9 – Investir na maior festa popular de Heliópolis, o São Pedro, focando na sua tradicionalidade como preservação da cultura do nosso povo.
10 – Mapear os grupos sociais marginalizados, sobretudo permitir a estes oportunidades de desenvolvimento, inclusive os portadores de deficiências.
11 – Combater quaisquer atentados à individualidade e ao sagrado direito de escolha, não permitindo atitudes discriminadoras.
12 – Incentivar o empreendedorismo e injetar recursos para incremento da economia nas diversas áreas, da agricultura ao comércio.
13 – Incentivo ao turismo de ventos e festas tradicionais, organizando festivais e contribuindo com a interatividade entre municípios da região.
14 – Combate sem trégua às desigualdades sociais. Mapear as famílias portadores de carências sociais, morais e afetivas e promover acesso às conquistas mínimas.
15 – Aparelhar o Conselho Tutelar e incrementar programas que permitam dar à criança e ao adolescente condições para o seu pleno desenvolvimento.
16 – Combater todas as formas de preconceitos e promover a integração pacífica das raças.
17 – Levar desenvolvimento às áreas vulneráveis e pouco desenvolvidas, permitindo ao município um crescimento menos desigual.
18 – Melhorar a forma de se fazer política. Mais política, menos politicagem. Mais debates, menos negociatas. Destruir a ideia de que política é um grande negócio e fazer renascer os ideais do republicanismo. 
E encerra afirmando que o seu mandato e a Rede lutarão por estes pontos a partir desta data. Também, Ana Dalva convida a quem quer melhorar o município que venha debater política séria e, querendo, a Rede Sustentabilidade está aberta a todos desejosos de fazer a chamada nova política.

Marina Silva é entrevistada por Jô Soares

Coletiva Marina Silva 2º Congresso da REDE

quarta-feira, 2 de março de 2016

Ana Dalva está de malas prontas para a Rede

Júlio Rocha e Ana Dalva ampliando a Rede
Ainda não está oficializado porque tudo deve seguir o ritual do estatuto partidário, mas a vereadora Ana Dalva está com um pé na Rede Sustentabilidade. Na última terça-feira, 1º de março, ela teve reunião com o Coordenador Estadual do partido na Bahia, o professor Júlio Rocha. O encontro foi na sala da vice-diretoria da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia, no bairro da Graça, em Salvador. Também estava presente o professor Landisvalth Lima.
O encontro ocorreu às 11 horas e o professor Júlio falou do perfil adequado para ser um representante da Rede. O partido está tomando muito cuidado na seleção destes agentes públicos. A ideia é estabelecer uma nova política. Júlio explicou as etapas pelas quais Ana Dalva e quaisquer outros postulantes a entrar na Rede devem seguir. Primeiro é formar o chamado Núcleo Vivo. Nesse núcleo todos deverão conhecer as bases da formação da Rede Sustentabilidade. Em seguida deverá ser criado o Coletivo, oficializado como uma Comissão Provisória Municipal. Em julho, o partido deverá realizar o encontro para criação do Elo Municipal, uma espécie de diretório.
Júlio Rocha deixou claro ainda que a aprovação de políticos com mandato é dos dirigentes nacionais. Para isso, o vereador, prefeito, deputado ou senador deve escrever uma carta explicando o que pretende com a entrada no partido. Em seguida, Ana Dalva fez um relato da atual conjuntura política em Heliópolis. Fez ver as estratégias que poderão garantir, além dela, um outro vereador ou vereadora na Câmara Municipal de Heliópolis. O professor Landisvalth lembrou dos vereadores Genildo Reis, de Ribeira do Amparo, e Gilvan de Pedro de Dé, da cidade de Fátima, que de há muito pretendem ser membros da Rede. Também solicitou do professor Júlio Rocha um encontro em Ribeira do Pombal, que já tem como membro o ex-petista Marcelo Silva, para a formação dos futuros redessustentabilistas do Nordeste da Bahia.
Mostrando-se bem alegre e acolhedor, Júlio Rocha fez questão de presentear o professor Landisvalth Lima com o livro Direito Ambiental do Trabalho – Mudanças de paradigma na tutela jurídica à saúde do trabalhador, de autoria do próprio Júlio Rocha, publicado pela editora Atlas. Também presenteou a vereadora Ana Dalva com o livro Direito da Saúde – Direito sanitário na perspectiva dos interesses difusos e coletivos, assim que soube da sua atuação na secretaria de saúde de Heliópolis.  Este último título também é de Júlio Rocha, e publicado pela Atlas, já na sua 2ª edição. Ana Dalva fez questão de dizer que já está preparando sua saída da secretaria para se dedicar à construção da Rede Sustentabilidade e à viabilização de sua reeleição.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Landisvalth Blog: Veredas de um novo amanhã para a educação de Heliópolis-Ba.

                                               Prof. Eraldo Neves 

Que a educação em Heliópolis enfrenta sérios problemas ao longo da história desse município é um fato inconteste.  Cada gestão que por aqui passou deixou uma lacuna significativa na oferta de uma educação de qualidade para nossa juventude. Umas mais outras menos contribuíram para o quadro “cinzento” do nosso combalido sistema de ensino. A realidade educacional de Heliópolis, assim como de boa parte dos Estados e Munícipios brasileiros, é de causar ânsia de morte no mais otimista Educador. Os fatores são velhos conhecidos: Baixos salários, condições precárias de trabalho, má formação profissional, vícios do serviço público, corporativismo, empreguismo, dentre outros. Esses fatores associados aos graves problemas sociais e, sobretudo, ao mais terrível câncer do Brasil, a corrupção, provoca uma realidade desoladora da educação brasileira e, consequentemente, de Heliópolis.
Veja a reportagem completa clicando aqui:  Landisvalth Blog : Veredas de um novo amanhã para a educação de Helió...: